Siga-nos nas nossas redes

Teatro e Dança

Companhia de dança ‘Arte Sem Fronteiras’ escolhe novos bailarinos

A inscrição é no valor de R$ 10 e o teste será dividido em duas etapas.

A Instituição Cultural Arte Sem Fronteiras vai realizar uma audição com objetivo de selecionar novos bailarinos para seu elenco. O teste está marcado para o próximo domingo (11) e vai acontecer no estúdio de dança do grupo, localizado na avenida Duque de Caxias, n° 1021, bairro Praça 14 de Janeiro, Zona Sul da capital, a partir das 9h.

Moças e rapazes, a partir dos 15 anos de idade, podem participar do teste. A inscrição é R$ 10 e o candidato deverá usar sapatilha bege ou preta, e vestuário preto.

Companhia de dança Arte Sem Fronteiras (Foto: Divulgação)

Além disso, pensando nas regras de prevenção contra o coronavírus (Covid-19), a direção determinou que cada bailarino leve garrafinha, use máscara e álcool em gel, e traga sua própria toalha. O grupo disponibilizou voluntários para orientar os candidatos a respeitarem o distanciamento social no ambiente de ensino.

O coreógrafo e fundador do Arte Sem Fronteiras, Wilson Júnior, ressaltou que a avaliação será aplicada pelos bailarinos Everton Castro e Mesaque Santos em diferentes modalidades.

“Nós vamos seguir à risca o planejamento que fazemos há muito tempo. O Everton vai ministrar aula de contemporâneo, enquanto o Mesaque irá ensinar a dança afro, que são os nossos principais estilos de dança, além de objeto de serem objeto de estudo para toda companhia. Tenho certeza que a audição vai dar bons frutos para o Arte Sem Fronteiras”, explica.

Novos projetos

O Arte Sem Fronteiras paralisou suas atividades devido a pandemia da Covid-19, mas aos poucos a companhia está retornando com a rotina normalmente. Agora com novo espaço para fornecer aulas, o grupo visa trabalhar novo espetáculos marcados para 2021.

Companhia de dança Arte Sem Fronteiras (Foto: Divulgação)

Íris Almeida, diretora da companhia, afirmou que cada integrante está motivado com o planejamento traçado e acredita que coisas boas virão pela frente.

“Esses últimos meses foram muito difíceis, mas graças a Deus estamos retornando, e mais fortes do que nunca. Já temos dois espetáculos agendados para 2021 e a expectativa é muito alta. Ainda é um segredo, mas posso adiantar que esse trabalho vai nos dar projeção nacional e internacional, principalmente nas danças populares”, reitera.

Atuante no grupo há três anos, Íris deu algumas dicas para os candidatos que pretendem fazer a seletiva do Arte Sem Fronteiras.

“Nosso elenco sempre foi reconhecido por ter bailarinos disciplinados e com vontade de aprender. Então, minha principal dica é prestar atenção nas aulas dos professores, talento e respeitar o colega. Desse jeito o artista tem futuro promissor”, disse.

Sobre o Arte Sem Fronteiras

A companhia surgiu em 2008 como um projeto social, aos poucos ganhou reconhecimento artístico e hoje tornou-se uma referência em dança no Amazonas.

O grupo trabalha estilos de dança como balé, jazz, jazz funk, contemporâneo, populares (boi bumbá, carimbó e afro) e baby class. Ao longo de sua trajetória, o Arte Sem Fronteiras coleciona participações em diversos eventos, entre eles: o Festival de Dança de Joinville (SC), Festival Folclórico de Parintins, Festival Folclórico do Amazonas, o Toronto International Brazilfest, no Canadá, e o Festival de Dança do Amazonas.

Com a supervisão coreográfica de Wilson Júnior, o Arte Sem Fronteiras trabalhou ao lado de artistas como James Rios, Márcia Siqueira, Klinger Araújo (In memoriam), Lucilene Castro e esteve em 2018 e 2019 com o Boi Bumbá Caprichoso.

Para mais informações sobre a companhia entrar em contato pelos números (92) 98130-6571 e (92) 99307-4157.

Continue Lendo
Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − nove =

Curta Nossa Fan Page