Siga-nos nas nossas redes

Cine & Vídeo

Cine Casarão abre programação do ano com quatro estreias; confira

Drama premiado e filmes estrangeiros estão na programação do cinema, localizado na rua Barroso, 279, Centro, com ingressos a partir de R$ 6

O Casarão de Ideias (rua Barroso, 279, Centro) inicia as atividades da programação do cinema para 2020 com várias estreias no Cine Casarão. Estão em cartaz os filmes: “E Então Nós Dançamos”, dirigido pelo cineasta sueco Levan Akin; o documentário “A Rosa Azul de Novalis”; “Synonymes”, do diretor francês Nadav Lapid e o longa “Deus é Mulher é seu Nome é Petúnia”. Os ingressos custam R$ 6 (meia) e R$ 12 (inteira).

“E Então Nós Dançamos” (Foto: Divulgação)

Abrindo a programação, “E Então Nós Dançamos” será exibido nas sessões de quinta-feira, às 14h30, sexta-feira, às 16h30, e no domingo, às 17h. O filme relata a história de Merab que, desde bem jovem, treina dança tradicional georgiana no Georgian National Dance Ensemble com sua parceira Mary.

Quando se junta ao grupo o carismático e descontraído bailarino Irakli, Merab se sente ameaçado, e também atraído, por aquele que se tornará uma fonte de rivalidade e desejo. Em um cenário conservador e tradicional, Merab terá que se libertar e impor sua identidade.

O documentário “A Rosa Azul de Novalis”, de Gustavo Vinagre e Rodrigo Carneiro, apresenta Marcelo (Marcelo Diorio), um homem que vive relembrando o passado, inclusive de outras encarnações. Numa delas, ele foi o poeta alemão Novalis, que perseguia uma rosa azul.

“A Rosa Azul de Novalis” (Foto: Divulgação)

A partir de Marcelo, seus dilemas e suas buscas, os diretores pretendem chamar atenção para o ânus, tornando esse buraco, considerado obscuro, o ponto de partida para a compreensão do personagem.

O longa “A Rosa Azul de Novalis” fica em cartaz na quinta-feira, às 16h30, sexta-feira, às 14h30, e no sábado, às 16h30.

Drama premiado

O longa-metragem Synonymes, do diretor israelense Nadav Lapid, é um dos premiados que entrou na programação de estreia do Cine Casarão. Ele foi o grande vencedor do Urso de Ouro, o prêmio de melhor filme da Berlinale.

Synonymes (Foto: Divulgação)

A produção franco-alemã-israelense conta a história de um jovem de Israel, que tenta se livrar de seu passado e de sua nacionalidade, em Paris. Ele está determinado a virar as costas as suas origens e à sua identidade, com a ajuda de um simples dicionário de hebraico-francês. Um filme inspirado na vida do seu realizador, Nadav Lapid.

Para assistir ao premiado filme, o público poderá conferir na sessão de quinta-feira, às 8h30, sexta-feira e sábado, às 20h30, e no domingo será exibido na sessão das 19h.

Na programação do Cine Casarão, ainda tem o longa “Deus é Mulher e seu nome é Petúnia”. O filme foi feito nos países da Bélgica, Croácia, Eslovénia, França e Macedônia e é um drama que conta a história de Stip, uma pequena cidade da Macedônia onde, todo mês de janeiro, um padre local joga uma cruz de madeira no rio e centenas de homens mergulham atrás dela, sob a promessa de que assim terão felicidade e prosperidade durante o ano.

“Deus é Mulher e seu nome é Petúnia” (Foto: Divulgação)

Porém, a cerimônia é interrompida por um acontecimento inédito, quando Petúnia mergulha na água e consegue agarrar a cruz antes dos outros, deixando os concorrentes furiosos, causando uma revolta na cidade. “Deus é Mulher e seu nome é Petúnia” fica está em cartaz na sessão de quinta-feira, às 20h30, e na sexta e no sábado, às 18h30.

Serviço

“Cine Casarão”

Onde: Casarão de Idéias (Rua Barroso, 279, Centro)

Quando: Quarta-feira a Sábado

Quanto: R$ 12 (inteira), R$ 6 (meia)

Continue Lendo
Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − seis =

Curta Nossa Fan Page